Utilização da maiúscula inicial

View previous topic View next topic Go down

Utilização da maiúscula inicial

Post by Kangas on Thu Oct 04, 2012 12:56 pm


Esta questão já nos foi posta por diversas vezes. É uma questão bastante pertinente e que tem causado bastante controvérsia, nomeadamente com a introdução do Acordo Ortográfico 1990, do qual discordamos totalmente e nunca cumpriremos.

Mas a verdade é que, embora seja uma questão relativamente simples, esta requer uma longa pesquisa para ser clarificada. E por vezes, acabamos por descobrir que o que aprendemos na escola, foi já ultrapassado, mesmo que não concordemos com esse facto.

Assim, passamos à explicação da utilização de maiúscula inicial, segundo a Gramática do Português Moderno, Plátano Editora

Na língua Portuguesa, devemos utilizar maiúscula inicial:

  • No início das frases. Exemplo: Hoje está muito calor.

  • Nos antropónimos (nomes de pessoas) e cognomes. Exemplo: O Paulo está a estudar História. Ele tem de fazer um exame sobre D. Afonso Henriques, o Conquistador.

  • Nos nomes étnicos (povos, étnias e tribos). Exemplo: No passado, os Negros foram discriminados. NOTA: utiliza-se minúscula, quando estas palavras têm um sentido comum. Exemplo: Os investigadores franceses, partem hoje para o Canadá.

  • Nomes mitológicos e astronómicos. Exemplos: Saturno, Cruzeiro do Sul, Via Láctea, Lua, Vénus, Zeus

  • Nomes próprio de animais e objectos. Exemplo: Rocinante (cavalo de D. Quixote)

  • Nos topónimos (nomes geográficos) e de vias públicas. Exemplos: Canadá, Austrália, Rua do Ouro, Praça do Comércio. NOTA: utiliza-se minúscula, quando estas palavras se inserem numa palavra composta (Exemplo: castanheiro-da-índia), ou nos acidentes geográficos que os acompanham (Exemplo: rio Tejo, cabo Espichel)

  • Nos pontos cardeiais e colaterais. Exemplo: O Sul da Europa está em grande crise. NOTA: utiliza-se minúscula, quando apenas definem direcções ou limites geográficos. Exemplo: Queensland fica a norte de Nova Gales do Sul.

  • Nos nomes de épocas, festas e dias sagrados. Exemplos: Idade Média, Carnaval. NOTA: Leia a explicação abaixo para o que se refere a dias da semana, etc.

  • Nos acontecimentos importantes. Exemplo: Contra-Reforma, Revolução dos Cravos

  • Nos atributos a pessoas a quem se dá grande destaque. Exemplo: o Épico, referindo-se a Luís de Camões

  • Nos altos conceitos e valores. Exemplos: Justiça, Liberdade

  • Nos nomes de artes e ciências, quando designam disciplinas escolares. Exemplo: Medicina, História

  • Nos nomes de instituições. Exemplos: Escola Secundária D. Luisa de Gusmão, Supremo Tribunal Administrativo, Museu dos Coches

  • Nos títulos de públicações e obras artísticas. Exemplos: Jornal O Público, revista Focus, Aïda, ópera de Verdi.

  • Nos nomes, adjectivos e pronomes, quando existe tratamento de respeito. Exemplos: V. Exa (Vossa Excelência), Primeiro Ministro

  • Em abreviaturas, acrónimos, siglas, símbolos e fórmulas. Exemplos: V. Exa, QANTAS, RTP, Au (símbolo químico do ouro)



Utilização da maiúscula inicial para dias da semana, meses e estações do ano, segundo o Portal da Língua Portuguesa


Se o exemplos acima indicados não causam qualquer problema e são de fácil entendimento, já no que respeita aos dias da semana, meses e estações do ano, a questão torna-se um pouco mais complicada. Mas tentaremos clarificá-la, para que todos possamos entender o que de facto tem acontecido com a língua Portuguesa.

Na escola e tradicionalmente, aprendemos a escrever os dias da semana, meses e estações do ano com maiúscula. Faz todo o sentido e penso que seria até a forma mais correcta.

Para os meses e estações do ano, essa regra manteve-se até ao (des)Acordo Ortográfico 1990, em que se passou a utilizar minúsculas para escrever estas palavras. Mas no que respeita aos dias da semana, a regra foi alterada com o Acordo Ortográfico de 1945, como conseguimos apurar na nossa pesquisa de hoje.

Assim, e segundo a Gramática do Português Moderno, temos que:

Mas exceptuam-se os nomes dos dias da semana: domingo, segunda-feira, etc. Quanto às estações do ano, admite-se actualmente seguir a norma internacional e escrevê-la também com minúscula; de qualquer forma, devem escrever-se com minúscula quando são usadas em sentido corrente: Hoje esteve um autêntico dia de verão.

Apresentamos agora a alteração segundo o Acordo Ortográfico de 1945,

Acordo Ortográfico de 1945

Conclusões complementares do Acordo de 1931 - Segunda Parte - 39

Emprego de maiúscula nos nomes étnicos de qualquer natureza, nos nomes do calendário (com excepção das designações vernáculas dos dias da semana, tradicionalmente escritas com minúsculas) e nos nomes de festas públicas tradicionais.

Veja aqui o Documento Completo

O novo documento veio assassinar ainda mais esta língua tão rica, estipulando o seguinte:

Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990

BASE XIX: DAS MINÚSCULAS E MAIÚSCULAS - 1

A letra minúscula inicial é usada:

a) Ordinariamente, em todos os vocábulos da língua nos usos correntes.

b) Nos nomes dos dias, meses, estações do ano: segunda-feira; outubro; primavera.

c) Nos bibliónimos/bibliônimos (após o primeiro elemento, que é com maiúscula, os demais vocábulos podem ser escritos com minúscula, salvo nos nomes próprios nele contidos, tudo em grifo): O Senhor do Paço de Ninães, O Senhor do paço de Ninães, Menino de Engenho, Menino de engenho, Árvore e Tambor ou Árvore e tambor.

d) Nos usos de fulano, sicrano, beltrano.

e) Nos pontos cardeais (mas não nas suas abreviaturas): norte, sul (mas: SW sudoeste).

f) Nos axiónimos/axiônimos e hagiónimos/hagiônimos (opcionalmente, neste caso, também com maiúscula): senhor doutor Joaquim da Silva, bacharel Mário Abrantes, o Cardeal Bembo; santa Filomena (ou Santa Filomena).

g) Nos nomes que designam domínios do saber, cursos e disciplinas (opcionalmente, também com maiúscula): português (ou Português), matemática (ou Matemática); línguas e literaturas modernas (ou Línguas e Literaturas Modernas).

Veja aqui o Documento Completo

A nossa Equipa não cumprirá este acordo, pelo que não utilizará minúsculas para estas palavras. Mas achámos importante clarificar esta dúvida e mostrar o que realmente foi alterado neste nosso documento e o que já fazia parte das regras da língua Portuguesa. Esperamos ter ajudado.

Lembramos ainda, que pode juntar-se a nós e assinar o abaixo assinado contra este (des)Acordo Ortográfico. Clique aqui, e faça download do folheto, depois basta preencher e enviar para a morada indicada. Se também acha que o AO90 é um atentado à língua Portuguesa, junte-se a nós e diga connosco: Acordo Ortográfico NÃO obrigado!

Kangas

Fontes: Portal da Língua Portuguesa, Gramática do Português Moderno, Plátano Editora

Kangas

Posts : 244
Join date : 2008-10-23
Age : 39
Location : Sydney - Australia

View user profile http://www.updatedwords.com

Back to top Go down

View previous topic View next topic Back to top


 
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum